10 de fev de 2008

Carochiña

(uno)
é amanhã já, mas ecos
é a vida do outro lado da veneziana
sou de vênus, sou plutão
e fico realmente incomodada com diversas coisas:
é a curva devagar
é o eco
minto. porque do eco eu gosto.
acostumei-me. como se fosse rodeada de reflexos e um morcego. mas com olhos-sensores.
apesar de ter aprendido a ouvir
mais e melhor

(dos)
Nessa pele de loba má
Não tarda e vem a manhã do outro dia e eu aqui, do lado de cá da janela.
Eu de dentes na boca e a bruxa que tudo engole à solta
Tento não querer tanto

(tres)
O chapéu de marte, do machado meu
Pequeno guerreiro – ele me disse
De nome de flor. Vermelho da paixão, do amor de sangue.
Façamos um pacto quando for o então.

(cuatro)
Não entendo para onde essa cor me levará
Eu ando, pra frente quando cabe
Senão, recuo um passo curto

(cinco)
Mas pra pintar o ombro preciso de mais, muito mais disso
Seria como renascer pedra preta
E eu ando muito branca ultimamente
(e um)
Daí lembro dos nossos dias na areia
E dá vontade de voltar como hoje
ih Luisão.
(sempre sobra um tijolinho)
Sua força de cavalo, o queixo também
Falta da intenção de ficar com você pela vida

(e dois)
Se se traduzisse pro português as patacoadas que me fala, seria dicionário censurado.
E o maior.
Quando chego ao bar ouço: graande Dário
E diariamente corro pela Sumaré

(e três)
Queria te ver na china, ex
Homem da vida minha
Darlinha. Enforcou-se

(e já!)
Às 3h14: sono por dipirona, lábio por ar, queixo-me por natureza
(um dia não respondo mais)
“Tome. Isso é para o seu Ben, Johnson.”
(e)
Discussão irreal
Parlatório escrisito
Hi tecnologia, como está?
E tudo dorme e o amortece suas rendas, gotas, dor, o sono, difícil.
Coça tudo, apela
Queria esfregar com força o grossão pra ver se depois fica normal
Talvez em um mês, um tempo de cicatrização
total, uma vida

(ee)
Nossos caminhos vieram juntos, de fábrica
Mas, por sua opção, < , bifurcaram-se
Como a língua de cobra – chamada falta de vontade.
a.
tanta mudança assim, mas será que um dia pára?
cigana-se se pensa que sim.
.só.muda.
mas queria correr ao sol e gritar: pare-me! mas é surda e não vê que ele faria qualquer coisa por você
pra que você ou visse ou viesse houvesse aqui

b.
e há barulhos na cozinha mas não há ninguém lá
só os sons que a física faz nas casas
queria mais contact. só o da mesa não bastou.